Prática esportiva é a melhor maneira de combater a obesidade em crianças e adolescentes

Internet, computadores e celulares: esses são os utensílios que têm contribuído cada vez mais para o sedentarismo infantil. Aliado a uma má alimentação, as crianças ficam a mercê da obesidade infantil. Os dados do IBGE são preocupantes, pois mostra um retrato grave de obesidade moderada a severa, que pode evoluir, na fase adulta, para obesidade mórbida.

A criança que mantém uma alimentação errada já apresenta, nessa idade, hipertensão arterial, aterosclerose, colesterol alto e diabetes. O hábito de comer doces pode ser mudado, mas dificilmente a vida informatizada será; então, a solução é fazer com que a criança tome gosto pelo esporte. Os professores e monitores de educação física têm papel importante nesse momento, pois eles podem tornar a atividade física mais prazerosa para a gurizada. Além do incentivo dos pais, através do seu próprio exemplo, ou de um familiar ou alguém próximo. O ideal é que os exercícios sejam praticados com regularidade, para contribuir na queima de gorduras e fortalecimento da massa muscular para evitar, futuramente, problemas de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *